A ACREDITAR EM TEMPO DE PANDEMIA

image
A pandemia da Covid 19 trouxe, desde a primeira hora, novos receios para a população que acompanhamos. Com um sistema imunitário mais enfraquecido, os jovens e as crianças com doença oncológica têm um maior risco de contrair infecções e menor capacidade para as combater. Famílias já habituadas a regras de higiene e protecção pessoal desde o diagnóstico, são agora confrontadas com o reforço dessas regras e a um confinamento que não tem final conhecido. Para além do medo da doença, a pandemia vem trazer problemas sociais e económicos, que se acentuam em muitas destas famílias.

Nas três Casas da Acreditar, as famílias adoptaram rapidamente, porque habituadas à maior parte delas, todas as medidas de higiene recomendadas pelo plano de contingência: saídas só para tratamentos e para compras urgentes; máscara; gel desinfectante à entrada; calçado diferente para a rua e para a Casa; horários alternados para a utilização das zonas comuns como cozinha, sala de refeições e as diversas salas de estar; não são permitidas visitas às Casas; o voluntariado das Casas e dos hospitais foi interrompido.
Os colaboradores da Acreditar estão a trabalhar em regime de teletrabalho, mantendo-se nas Casas o número essencial para o seu normal funcionamento. Continuamos em contacto permanente com os hospitais.

A Acreditar teve de se adaptar também ao novos problemas. Há apoios e actividades que foram interrompidos e outros que irão ser reforçados.
Estamos a desenvolver formas de apoio à distância, para garantir que continuamos a estar com as famílias, quer estejam nos hospitais, em suas casas ou nas Casas Acreditar.
Todos os apoios sociais estão a ser reforçados, uma vez que as consequências económicas e sociais da pandemia afectam a sociedade em geral e os mais vulneráveis em particular.
O apoio à comunidade hospitalar e científica também é por nós aprofundado, no sentido de não deixar esquecido o tratamento e a investigação sobre o cancro pediátrico durante a crise sanitária, pois esta agrava de forma significativa a qualidade de vida de doentes e famílias. A Acreditar tem agora uma missão acrescida - minimizar o impacto da doença oncológica e do novo corona vírus na vida das famílias.


COMUNICADO - IMPACTO DA COVID 19 NA ONCOLOGIA PEDIÁTRICA 

Neste documento, aqui publicado e entregue aos decisores políticos e à comunicação social, a Acreditar alerta para a importância de:
- Não se descurar o que tem sido feito até agora nos serviços de oncologia pediátrica, não havendo aqui desinvestimento;
- Garantir que não foram em vão os esforços feitos para que haja recursos para a investigação;
- Assegurar a igualdade do acesso destas crianças e jovens a direitos como a escolaridade



ACTIVIDADES PARA TODA A FAMÍLIA, EM CASA

Conheça aqui as actividades propostas para o mês de Abril e aqui o que sugerimos no mês de Maio, altura em que temos o dever de ficar resguardados nas nossas casas. 


COVID19 E ONCOLOGIA 

A Acreditar disponibiliza este documento, adaptado da publicação da autoria da Fundação Champalimaud, Horizon 2020, Sociedade Portuguesa de Oncologia e UM CURE 2020, para que crianças e jovens con doença oncológica disponham da informação essencial para viver estes tempos de pandemia. 

Especificamente para os sobreviventes de cancro pediátrico, o Tiago Pinto da Costa (ele próprio sobrevivente), traduziu para português este guia do IGHG - The International Late Effects of Childhood Cancer Guideline Harmonization Group, com recomendações e conselhos para esta população específica. O mesmo será actualizado conforme a pandemia e o seu impacto na sobrevivência for evoluindo.


PRORROGAÇÃO DA VALIDADE DOS ATESTADOS MULTIUSOS

Para efeitos de benefícios sociais, económicos e fiscais, é prorrogada, até 31 de Dezembro de 2021, a validade dos atestados médicos de incapacidade multiuso cuja validade tenha expirado em 2019 ou expire em 2020, desde que acompanhados de comprovativo de requerimento de junta médica de avaliação de incapacidade ou, quando aplicável, de junta médica de recurso para a correspondente reavaliação, com data anterior à data de validade.
A prorrogação cessa sempre que se realize uma junta médica de avaliação de incapacidade ou, quando aplicável, uma junta médica de recurso, em data anterior àquela. Acedo aqui ao Decreto-Lei nº 99/2020.

A SAÚDE MENTAL


As mudanças profundas que a pandemia gera no nosso dia-a-dia podem provocar alterações na estabilidade emocional de todos nós. Para apoiar e orientar qualquer cidadão, a Direção-Geral da Saúde criou este site.
Além deste recurso, a linha SNS24 (depois de seleccionada a opção 4) tem psicólogos à nossa disposição para, de viva voz, nos escutarem e orientarem.
Este serviço resulta de uma parceria entre os SPMS - Serviços Partilhados do Ministério da Saúde, EPE e a Ordem dos Psicólogos Portugueses, com apoio da Fundação Calouste Gulbenkian.


A ESCOLARIDADE 

Com metodologias lúdico-pedagógicas, o Aprender Mais acompanha, através de professores e educadores voluntários, crianças e jovens que, devido à doença oncológica, necessitam de um apoio individualizado na área da escolaridade. Nesta fase em que não são possíveis os encontros presenciais entre crianças e voluntários, deixamos aqui um manual onde os cuidadores encontram jogos e actividades divertidas para que os alunos do pré-escolar ao 1º ciclo, complementem, em casa, as actividades propostas pela escola. Para o Verão preparámos este manual com actividades e histórias que garantem aprendizagem com diversão. 

São muitas as questões que surgem os pais de criança que vivem uma doença oncológica ou que dela saíram recentemente. Neste documento a Acreditar partilha o essencial a ter em conta neste tempo de regresso ou ingresso na escola. 


APOIO ALIMENTAR

A Acreditar entrega mensalmente cabazes alimentares a famílias referenciadas pelos Serviços Sociais dos hospitais.
A situação de pandemia obriga-nos a fazer melhor, mais simples, conveniente e seguro e é por isso que agora disponibilizaremos o “Cartão Cabaz”, um cartão de supermercado que evitará aos pais de crianças com cancro terem que se deslocar, tantas vezes de muito longe, até a uma Casa Acreditar para fazer a sua recolha.
É uma medida absolutamente necessária face às restrições de contenção epidémica. Mas, para além disso, desta forma estamos a possibilitar que cada família compre na sua zona de residência os bens alimentares de que mais precisa e que possa optar por produtos frescos.
Os interessados em contribuir para este apoio que, nesta fase, dá resposta a 26 famílias de todo o país e tem o custo médio de 60,00€/cada, poderá fazer a sua doação das seguintes formas: 
- MBWAY – tel. 916.897.230
- Easypay – https://www.easypay.pt/form/?f=acreditar
- IBAN – PT50.0018.0355.0020.0013140.64
Para emissão do recibo de donativo bastará que envie para acreditar@acreditar.pt o comprovativo do movimento com indicação do seu nome e NIF e a indicação "apoio alimentar".
Custo total da chamada: 0.60€ +IVA
0,60€ entregues na íntegra à Acreditar
Faça já o seu donativo
Através do MBWAY 916 897 230

Partilhe este verbo, siga-nos em:

NEWSLETTER ACREDITAR