PAIS E FAMILIARES

A história da Acreditar faz-se das Histórias das crianças…

image

“Não fomos nós que procurámos a Acreditar, a Acreditar é que veio ter connosco.”

No meio de uma autêntica tempestade à procura de encontrar um fio orientador, à procura de respostas para as angústias vividas, para nós acrescidas pelo facto de não estarmos no nosso meio, fomos acolhidos e aqui encontrámos um porto de abrigo. A nossa casa, a outra casa. Não fomos nós que procurámos a Acreditar, mas sim a Acreditar é que veio ter connosco.

A Acreditar permitiu resposta a um dos conceitos basilares de uma família: a casa, o lar.
Aqui encontramos abrigo, espaço para convívio, espaço para nós, espaço para nos concentrarmos no essencial.
Esta Casa marcou-nos profundamente. Aqui chorámos, rimos, fomos felizes, lamentámos, compartilhámos, demos e deram-nos a mão, recebemos e demos carinho.
Recebemos amigos e ganhámos amigos.
Foi isto afinal o que mais nos confortou enquanto família, apesar da profunda angústia da separação, saber e sentir que aqui mãe e filha estavam seguras.
A segurança e elo bem visíveis entre a Acreditar e o IPO são, sem sombra de dúvida, um dos factores chave para que conseguíssemos caminhar e juntos trazermos a nossa filha até aqui.

Pais da Sofia

image

“… há pessoas que fazem coisas impressionáveis…”

Acreditar que há pessoas que fazem coisas impressionáveis, que com pequenos gestos conseguem fazê-los ser tão grandes.
Dar uma palavra amiga, trazer um momento de consolo nem toda a gente consegue, mas pessoas como as pessoas da Acreditar fazem-no melhor do que ninguém, tem a força que mais ninguém tem para apoiar.
Mesmo nos momentos mais tristes e de mais sofrimento conseguiram pôr na Letícia e nas pessoas que estavam à volta dela um sorriso no rosto, por isso tudo agradecemos.
Obrigado pela coragem que nos transmitiram, pelas palavras, pelos momentos, vamos continuar a Acreditar.

Pais da Letícia

image

“… também há tempo para brincar…”


O cancro é uma doença
Que corrói e faz doer
Quem o tem, seu maior desejo
É seguir em frente e vencer.

Acreditar, instituição mágica
Que nos ajudou a valer
Num momento difícil
Tão bem nos soube receber.

A sua cozinha é um laboratório
De sabores, cheiros e sentimentos
Onde se partilham ementas e também
Os sofrimentos.

O seu jardim arranjadinho
Que eu gostava de limpar
No final da tarefa
Estava pronto para se estar.

Na sala das crianças
Mil brinquedos para brincar
Nela com os amiguinhos
Desenhos ajudei a pintar.



Na sala dos jovens
Computadores para jogar
Foi lá que a minha filha
Encontrou espaço para desenhar.

Na sala dos pais
Via-se televisão
Conversas mais que muitas
Surgiam em turbilhão.

O quarto
Lugar de conforto para descansar
A música sempre presente
Para o sono embalar.

De Cabo Verde, aos Açores
Da Madeira, ao Continente
Fiz amigos
Que ficaram para sempre.

Aos funcionários e amigos da Acreditar
Eu quero agradecer
Por muitos anos que viva
Nunca vos irei esquecer.

Mãe da Mariana

Custo total da chamada: 0.60€
A favor da ACREDITAR: 0.48€
Faça já o seu donativo
Através do EASYPAY

Partilhe este verbo, siga-nos em:

NEWSLETTER ACREDITAR